Comendo em Cusco e Valle Sagrado!

Cusco > Café y Restaurante Macondo

Segundo os guias de viagem, este restaurante é ótimo. Discordo categoricamente: o ambiente é escuro e claustrofóbico, as cadeiras são desconfortáveis e o estabelecimento é super pretencioso: menu com poucas opções “modernosas” metidas a nouvelle cuisine em estilo andino (ai meu Jéééésus!) e decoração brik à braque wannabe.

O público? Culturetes de todas as partes do planeta. Insuportável. Nada como uma referência a G. G. Marquez para dar um ar ainda mais cult. Ah, papai…

Perdi a paciência quando pedi licença para poder passar entre uma parede e uma senhora gordinha super blasé com cara de ventilador. Pedi licença duas vezes, pois via com meus próprios olhos que havia um bom espaço entre a circunferência adiposa da supracitada pessoa e a mesa. Fui educada, até sorri. Mas fui esnobada.

Olha, bilu… És grossa? Sou mais. Na terceira tentativa, passei empurrando a cadeira com a bunda e dei aquela “leve” jogadinha de bolsa contra a mesmíssima. Bolsona da Zara, linda, dourada, com guia de viagens e apetrechos de mulher. Ou seja: pesada. Aí a mocinha perdeu a compostura e fez a corticeira. Empinei o nariz, não dei trela.

Ao abrirmos o menu, quase tivemos um troço. Tudo era insosso com “inovações sensacionais” como frango ao molho de manga. Olhei para minha mãe, que olhou pro Lucas, que olhou para o Henrique, que olhou para mim…

Tchau!

Se quiser passar nervoso:
Café y Restaurante Macondo
Cuesta San Blas 571
Tel: 084/229-415 (é bom reservar, são culturetes do mundo todo… essa coisa lota!)

Cusco > Pacha Papa

Saímos do Restaurante Macondo subindo a ladeira da San Blás. Chegamos na pracina da Igreja e encontramos o aconchegante e delicioso restaurante Pacha Papa: segundo o Rough Guide da Folha, esta seria uma boa opção com cozinha peruana e internacional e preços convidativos. E foi justamente isso que encontramos – tanto que retornamos.

No primeiro dia, tivemos o prazer de jantar com uma agradabilíssima música andina suavemente tocada na harpa (eu detesto as flautinhas). O restaurante tem dois ambientes: ao ar livre com aquecedores (muito agradável mesmo em noites frias) e o cômodo aquecido (opção ideal para pessoas absurdamente friorentas como eu). A decoração é rústica colonial e muito aconchegante.

Aji de Gallina

Aji de Gallina que escolhi!

Optei pelo tradicionalíssimo Aji de Gallina – frango ao molho de aji, uma espécie de strogonoff peruano mais condimentado. E não abri mão das deliciosas Papas a Huancaina, no segundo dia. A pizza marguerita assada na pedra que minha mãe escolheu era sensacional. Idem para a truta cusquenha. Os meninos optaram por pastas e calzones muito bem feitos. E o Henrique ficou muito satisfeito com bem feita carne de carneiro.

Trucha!

Trucha da mammy. Não gostei da apresentação do prato, achei muito “autópsia”.

O atendimento é excelente: os garçons são simpatissíssimos. O único inconveniente é que o restaurante fecha as portas às 10 horas da noite, logo, é bom chegar cedo. Recomendo que reserve uma mesa.

Endereço:
Plaza San Blas, 120

Website:
http://www.geocities.com/pacha_papa/
Não sei se esse site tosco hospedado na Geocities é uma boa propaganda… Arquivo midi, fotos mal tiradas… Nem parece bonito como realmente é. Sinto vergonha alheia pelo site deles.

Valle Sagrado > Choclo!

Como fiquei na pilha da operadora de turismo local após visitar Ollantaytambo, não tive tempo para explorar algum restaurante local. Ao invés de me aventurar, tive que almoçar em um restaurante tipo hacienda nas proximidades da cidade. Inhécati.

Sabem aqueles restaurantes turísticos grandões cheios de pratos que ficam sendo requentados e requentados, com grandes mesas de saladas e sobremesas? Tinha até uma de cebiche… Cebiche mixto com lula de borracha, levei séculos para terminar de mastigar a bichinha. O local era até bonito, mas a comida era bem mezza-boca.

Gonguei total!

Minha sorte é que havia comprado um delicioso choclo (milho, fia, é milho). Custou 1 Sol. Ok, já dizia o Professor Girafales que “não devemos comer essas coisas que se vendem pelas ruas, tais como coxinhas, rissoles e sanduíches daqueles com muita maionese”. Como ele não falou nada sobre os milhos, lá fui eu.

Não, não curto viver perigosamente. O milho estava sendo fervido. Logo, arrisquei. Mas o queijinho cusquenho, hehehe, não era fervido. Sobrevivi sem nenhum sintoma de peristaltismo apocalíptico. Diliça, calega:

Mordi, não agüentei.

Tá mordido porque não agüentei esperar. Vejam o tamanho de cada milhinho. Vale mais que um bifinho e enche como um frangão. Adoro!

Anúncios

~ por libanesa em agosto 11, 2007.

4 Respostas to “Comendo em Cusco e Valle Sagrado!”

  1. Kariníssima, as fotos estão lindas!!! Inclusive a nova lá em cima, do túnel! E o seu texto, cada vez mais divertido!

  2. Karina, acompanho o seu blog faz um tempão, mas não costumo deixar comentários. Sabia que vc tinha ido a Lima e Cusco e voltei, hoje, as suas anotações sobre as duas cidades, pois acabo de comprar uma passagem promocional da TAM para Lima. Minha intenção é ir para Cusco. Você lembra se foi pela TACA? Ah! Qualquer dica de hotel em Cusco será bemvinda.
    Muito obrigada, um abraço

  3. Não recomendo a ninguém fazer essa viagem. Em 19 de setembro teve paralização geral em Cuzco, ninguém conseguia ir a Machu Picchu. Pegamos o último trem e foi horrível para voltar. Vimos pessoas desesperadas, perdendo o voo. Os peruanos quebraram o muro do aeroporto de Cusco e botaram fogo e ninguém no Brasil ficou sabendo. Lugar horrível, gente desonesta. Muitos turistas estrangeiros voltaram a pé 26 km, de aguas calientes a Ollantaytambo, pra não perder o voo.

  4. […] Comendo  em Cusco e Valle Sagrado e Comendo (bem!) em Lima, na Karinissima. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: